O sentido da Vida | Quando eu morrer - Fausto Ferreira

Artigos

10 Julho, 2019


Não eu exatamente.

Lembrei-me da dor que senti, quando me defrontei com a reportagem do menino Sírio, de apenas 3 anos, que atingido por um bombardeio disse - "Quando eu morrer vou contar tudo para Deus".

Eu simplesmente desabei.

A foto dele, chorando, assustado e com aquele olhar distante, me parecendo aterrorizado...

Que desalento.

Tive uma vontade enorme de entrar naquela mente para conhecer o que ele pensava e ter o mesmo sentimento dele. 

Apenas imaginei.

Por que tanto sofrimento?

Eu criança ainda, sofrendo pelo ódio entre os homens. Homens esses que, no poder, deveriam cuidar de seu povo.

A vida é para ser vivida e não tirada à força pelas bombas e tiros.

Não posso nem brincar com meus amiguinhos.

Era só uma brincadeira na rua e não tivemos tempo de nos proteger.

Alguns deles morreram imediatamente; só ouvimos o barulho da bomba.

A vida aqui não tem sentido.

Eu quero crescer e ser um adulto responsável para acabar com a guerra. 

É só isso que eu quero!

Não deu tempo. 

Ele faleceu poucos dias após. Não resistiu aos ferimentos.

Já deve ter contado a versão dele para Deus!